cura Pedras
cura Pedras

CRISTALOTERAPIA

A terapia integrativa, que pode ser considerada como a evolução do que antes era chamado de terapia alternativa, representa o trabalho cooperativo com uso de técnicas baseadas em pilares de medicinas do Oriente conhecidas e existentes há pelo menos três  mil anos.

O que é cristaloterapia

Cristaloterapia é a terapia em que se utilizam cristais como principais ferramentas para o tratamento do cliente, cuja forma de aplicação e duração serão determinadas pelo terapeuta, de acordo com a análise realizada previamente.

O uso dos cristais, quando indicado e prescrito por um profissional especialista na área, é seguro. Não deve ser feito de forma aleatória, pois existem alguns cristais que são tóxicos e prejudiciais à saúde. E, mesmo que não haja toxicidade, a utilização prolongada de um cristal pode trazer mudanças de humor e de ânimo e provocar reações ou desconforto, sem o conhecimento por parte de quem o esteja usando. Por exemplo: um cristal indicado para cuidar de fadiga ou desânimo, se usado no período de dormir, pode trazer insônia ou efeitos ainda mais severos.

Os cristais podem ser também utilizados em paralelo com outras ferramentas e técnicas da naturopatia, como um escalda-pés com ervas ou banho fitoenergético com óleos essenciais, para cuidar de ansiedade e outras dificuldades do dia a dia ou em cromoterapia, para os mais diversos sintomas e tratamentos.

Além de serem aplicados em questões de urgência, recuperação e problemas de saúde, os cristais também auxiliam na área de relacionamentos e em outros assuntos.

A cristaloterapia é um tratamento em que se somam esforço e energia do terapeuta, dos cristais e do cliente (pessoa atendida), que necessita ser protagonista em todo o processo.

A quem se destina

A cada dia, aumentam as comprovações e conquistas alcançadas por meio de tratamentos com a naturopatia e terapias holísticas. E a cristaloterapia, entre esses, tem se destacado e tido grandes resultados.

A cristaloterapia pode ser aplicada a qualquer pessoa que se identifique com essa forma de terapia e queira experimentá-la e cuidar-se através de um tratamento com uso de cristais e de ferramentas da naturopatia.

Apesar de seus efeitos serem vibracionais, os resultados alcançam profundidades com efeitos físicos, mentais, emocionais, energéticos e espirituais.

O uso dos cristais como terapia existe há milênios, sendo encontrado na Índia, China, Egito e outras civilizações antigas, nos diversos continentes.

A origem da cristaloterapia

Não existem um local e período exatos e determinantes de onde a terapia com cristais possa ter nascido. O que se sabe é que é uma técnica/prática muito antiga. Há milênios, os cristais foram usados como instrumentos de cura, atração, beleza e efeito decorativo, assim como de poder e cobiça.

Atualmente, a cristaloterapia vem sendo aprimorada e utilizada não apenas no Oriente, mas também no Ocidente, sendo cada vez mais conhecida e procurada.

Seu uso pode ser direcionado para auxiliar em processos de transformação pessoal e transição, cuidados paliativos e cura.

A crescente valorização dessa prática deve-se ainda a outros motivos, dentre os quais podem ser citados o efeito preventivo e de melhoria do bem-estar que ela proporciona, o fato de ser um tratamento sem riscos se administrado por profissional qualificado, o benefício de ser realizada com o uso de elementos extraídos da natureza e sem acréscimo de substâncias artificiais e os ensinamentos pessoais que ela traz, incentivando mudanças de hábitos e consequentemente a adoção de um estilo de vida mais leve.

Diagnóstico

O diagnóstico acontece da mesma forma que em diversas terapias integrativas. O assistido procura pela cristaloterapia com uma queixa urgente, normalmente física ou emocional. O terapeuta realiza, então, uma análise cautelosa, com o objetivo de verificar quais podem ser as origens do desconforto, a causa a ser tratada, mesmo que haja uma disfunção já instalada, como doença. O terapeuta não cuida da doença, mas sim reequilibra a pessoatratando da causa que o levou àquele estado.

Diante dessa avaliação, que pode ser feita por meio de conversa, uso de pêndulos e outras formas de verificação, é criado o procedimento de como será feito o uso de cristais.

Desse momento em diante, com a técnica já escolhida, inicia-se o tratamento com a cristaloterapia, que pode acontecer com a aplicação dos cristais no local, escalda-pés, etc. ou até mesmo com o uso de elixir de cristais.

Essas práticas devem ser indicadas e administradas por um profissional qualificado, com estudo e domínio das técnicas, formação e experiência.

Tratamento

O tratamento acontece em diversas etapas, sendo sua duração determinada de acordo com a necessidade do assistido. Em cada sessão, e etapa, busca-se tratar a origem/causa do desconforto e alcançar a melhora do paciente, envolvendo disposição física, atitudes, consciência, estilo de vida, escolhas e percepções.

Uma característica de fundamental importância na cristaloterapia é o diferencial de que a pessoa seja tratada como única, com uma terapia especialmente preparada para ela. E a análise deve abranger o indivíduo como um todo, no que se refere a sua origem, hábitos alimentares, estilo de vida, crenças, características físicas, comportamentos repetitivos, relacionamentos, experiências vibracionais e nível de consciência de si mesmo e do todo.

Os cristais influenciam desde as energias sutis, o ânimo e a recuperação de saúde até a alegria de viver.

É compreensível que, à primeira vista, possa surgir algum receio ou ceticismo em algumas pessoas quanto à sua efetividade. Nesse caso, o melhor é que elas experimentem o tratamento com cristais, para daí reconhecerem seus efeitos e trazerem para suas vidas está grande ferramenta de viver bem e leve, com que a natureza nos presenteou.

Várias vezes, já ouvi a pergunta: como os cristais conseguem trazer tantas transformações? Pela percepção recebida através do uso dos cristais, entendi que eles trazem em sua composição mais do que elementos químicos e gases. Eles possuem intimidade com profundezas e levam séculos, milênios, para se formarem. Disso advém minha crença de que os cristais, com sua sabedoria de experiência antiga (pela idade) e conhecimento da profundeza (pelos locais de onde a maioria deles vem), conseguem acessar nas pessoas tratadas por eles, através das técnicas da cristaloterapia, as profundezas de onde surgem os desconfortos e doenças, das sutis às crônicas, e trazer a recuperação e cura.

Beneficios obtidos com o tratamento

Dentre os benefícios obtidos com o uso da terapia de cristais, destacam-se os seguintes: aumento da energia, melhor sexualidade e crenças, cura de traumas e bloqueios, melhor flexibilidade e reações, maior equilíbrio e consciência, melhor autoestima, comunicação aprimorada, mais criatividade, melhor percepção e intuição e reencontro do ser com sua melhor essência, a primordial.

Através do tratamento com cristais, a pessoa desperta para uma nova consciência e autorresponsabilidade, deixando de atribuir a outras pessoas ou situações seu bem-estar, saúde, estado de alegria, evolução e abundância. Com base nessas conquistas, certamente uma vida nova se inicia, mais leve, mais saudável e mais plena.